GearBest

Perguntas e Respostas Sobre o Filme Primer – 2

Depois do artigo anterior com a primeira parte das perguntas e respostas sobre Primer o filme sobre viagens no tempo que vi há dias, agora vou deixar a segunda e última parte desta série com respostas para quem viu o filme sem perceber nada do que se estava a passar… como eu. E acabo de notar que Aaron e Abe, bem como os colegas Robert e Phillip sempre estão de gravata mesmo quando estão em casa de Aaron ou em festas. Porque será?

filme_primer_bar

Imagem: Aaron e Abe no bar. O tema das viagens no tempo torna-se o assunto mais importante e também um segredo que apenas eles conhecem. (IMDB)

Perguntas e Respostas para o filme Primer – Parte 2

1) O que Aaron está construindo no final do filme?

R: Aparentemente uma nova máquina do tempo mas bem maior do que as anteriores, talvez do tamanho de um edifício (para poder viver dentro dela?); outra hipótese é estar construindo muitas máquinas pequenas, ou para várias pessoas ou para que ele as possa usar para poder regressar a qualquer ponto no tempo em vez de ficar limitado a um único ponto se tivesse só uma máquina, isto seria possível ligando cada máquina a uma hora diferente por exemplo, e cada máquina permitiria que ele voltasse ao ponto em que essa máquina tinha sido ligada.

2) Os nomes Aaron e Abe têm algum significado especial (Aa e Ab)?

R: Não sei. Mas num filme onde tudo foi tão cuidadosamente planeado, os nomes não podem ser por acaso, eles são por exemplo os primeiros nomes masculinos em ordem alfabética, Abraham significa “pai de muitos”, há significados bíblicos, há o diagrama que explica as viagens no tempo que usa “ponto A” e “ponto B”… Mas que eu saiba o autor não revelou porque os escolheu para o filme.

3) Porque Aaron diz para a esposa não comer o gelo do frigorífico?

R: Porque esse frigorífico é novo, ele diz que devem deitar fora os primeiros cubos de gelo. Curiosamente a esposa pergunta se podem comer o gelo se este for picado em vez de em cubos. Alguém disse numa página que li que ela precisa ser um pouco ingénua para não perceber mais tarde as diferenças entre Aaron_1 e Aaron_3 quando um substitui o outro.

4) Porque na cena final todos falam francês?

R: Porque estão em França (?), Aaron tinha dito antes que queria ir para um país onde ele não falasse o idioma. Lembrando que este é provavelmente (não se pode saber ao certo) Aaron_2 que foi convencido por Aaron_3 a deixar a cidade ou ou país.

5) Quem é Granger e como sabem Aaron e Abe que Granger veio do futuro?

R: Thomas Granger é o pai de Rachel e a última chance de grupo de colegas de Aaron e Abe de receberem financiamento para os seus projectos. Ele surge no passado como Granger_2 quando Aaron e Abe o encontram na estrada e Aaron recorda-se de o ter visto mais cedo nessa tarde, mas sem barba, e agora aparenta ter barba de uns três dias, Abe telefona para casa de Granger e ele está lá! (esse é Granger_1). Não se sabe como ele conhece a existência da máquina do tempo ou porque viajou para o passado.

6) Como Aaron e Abe sabem o resultado do jogo que estão vendo na TV na cena em que Abe está comendo um bolo?

R: Eles vieram do futuro (de outra linha temporal) e sabem o que irá acontecer neste “passado”, por isso eles sabem quais acções vão subir durante o dia. O final desta cena é importante porque eles descobrem que podem alterar o passado dos seus “eus” anteriores sem que isso os afecte (quando Aaron atende a chamada da mulher no telefone em vez dela ser atendida pelo Aaron anterior).

Esta cena também tem uma das melhores frases do filme quando Aaron pergunta se Abe está com fome pois ele, Aaron, nunca mais comeu nada desde o final dessa tarde (que ainda não aconteceu).

7) Porque Aaron e Abe não podem levar telemóveis nas viagens no tempo?
R: Pela mesma razão porque se encerram inicialmente no quarto de hotel: Para evitar interagir demasiado com os acontecimentos do passado, alterando-os. Em relação aos telefones e havendo por exemplo vários Aarons na mesma linha temporal e cada um com um telemóvel, o que acontece quando esse telemóvel recebe uma chamada? Tocam todos ao mesmo tempo? Toca apenas um? Aaron acha que apenas um toca pois a rede automaticamente passa a chamada para o primeiro que encontrar.

8) Como Aaron e Abe sabem quais acções da bolsa vão subir de valor durante o dia?

R: Eles passaram o dia anterior seguindo o movimento das acções (enquanto as máquinas do tempo estão ligadas no armazém), e mais tarde desligam as máquinas, entram nelas e saem no passado no início desse mesmo dia (no momento em que ligaram as máquinas), agora sabem quais as acções que irão subir durante esse dia.

9) Há relação entre o facto do ouvido de Aaron que sangra ser o mesmo onde ele usa o auricular para ouvir as conversas gravadas?

R: Uau, como você descobriu isso? Acho que não… O sangramento é provavelmente devido ao efeitos de usar a máquina do tempo.

10) Como Aaron consegue regressar a um ponto no tempo anterior a Abe se era Abe quem tinha a máquina failsafe?

R: Depois de Abe desmaiar na cena do banco de jardim, Aaron descobre que Abe tem um outro compartimento reservado no armazém e é aí que ele (Abe) guarda em segredo a máquina failsafe. Isto leva Aaron a criar a sua própria máquina failsafe e assim ter vantagem sobre Abe podendo em qualquer momento regressar a um período anterior a Abe, porque também faz a máquina de Abe iniciar-se apenas depois da sua. Com isto o “ponto seguro” de Abe existe no tempo na verdade depois deste novo “ponto seguro” de Aaron.

De notar também que na cena onde Aaron e Abe vão ao armazém e Abe inicialmente mexe na porta do compartimento errado, este NÃO É o compartimente extra onde ele tem a máquina failsafe, pois é revelado mais tarde que esse está em outro andar.

11) Como funciona a máquina do tempo de Primer?

As máquinas do tempo podem funcionar, e ter, várias formas, como por exemplo serem um carro DeLorean no Regresso ao Futuro e terem o seu “capacitador de fluxo”. Mas no Primer a máquina do tempo funciona mais ou menos assim:

Você liga a máquina num determinado momento, deixa-a em funcionamento durante o mesmo período de tempo que quer viajar e enquanto isto você espera (este é o período onde o seu “eu” do futuro tomará o seu lugar, por isto Abe e Aaron inicialmente encerram-se no hotel durante estes períodos evitando interagir com o mundo exterior temendo as possíveis consequências).

Algumas horas depois (ou dias, não importa) você regressa à máquina, desliga-a e durante os minutos em que ela ainda mantém alguma energia antes de parar completamente você entra na máquina, permanece fisicamente dentro dela durante o tempo que quer viajar (do seu ponto de vista no interior da maquina ela estará em funcionamento o tempo todo), mas irá sair determinadas horas ou dias no passado.

Você sai da máquina quando ela acabou de entrar em funcionamento, pois na verdade acabou de ser ligada, por isto Aaron e Abe usam temporizadores para que a máquina entre em funcionamento apenas alguns minutos depois deles terem saído do edifício, isto é para evitar interagirem com o Aaron ou Abe do passado que irá sair da máquina quando eles a ligarem.

É essencial calcular o momento exacto para sair da máquina, por isso Aaron e Abe sempre levam cronómetros e alarmes com eles quando entram na máquina.

12) Porque Aaron e Abe aparecem várias vezes carregando garrafas de oxigénio?

R: Eles necessitam de garrafas de oxigénio para os períodos de tempo que passam dentro das máquinas, elas estão cheias com um gás (Argon?), e eles poderão ter de ficar vários dias dentro delas dependendo da duração da viagem.

13) Porque Aaron e Abe têm dificuldade em escrever numa das cenas?

R: Pode ser consequência à exposição aos efeitos da máquina do tempo ou do gás, ou da “quebra da barreira temporal” ao saírem da máquina no passado, eles podem estar sofrendo leve deterioração mental e uma manifestação disso é a dificuldade em escrever. Alguém também sugeriu que pode ser por estarem cada vez mais afastados da sua realidade original.

14) Porque quando Abe e Aaron drogam os seus duplicados no passado eles próprios continuam sem recordação de terem sido drogados, isso não ficaria na sua mente como uma recordação?

R: Isso não acontece no filme Primer pois ao viajar no tempo você cria (ou sobrepõe) novas linhas de tempo em vez de reescrever a sua, isto permite que os seus actos não afectem o seu “eu” presente evitando paradoxos como o “paradoxo do avô”: Em Primer se você viajasse no tempo e matasse seu avô antes de você ter nascido você continuaria vivo pois veio de uma outra linha do tempo, apenas o seu “eu” desta linha temporal onde matou seu avô não iria existir, isto é oposto do que acontece por exemplo nos filmes Regresso ao Futuro onde Marty McFly quase deixa de existir quando o passado de seus pais é alterado, nesse caso você deixaria de existir visto haver apenas uma linha de tempo, mas no Primer podem existir infinitas linhas de tempo ou múltiplos universos.

De qualquer forma em Primer você não poderia viajar para um tempo antes do seu nascimento pois não existiria nenhuma máquina do tempo aí!

15) Porque Aaron e Abe escolhem ganhar dinheiro com acções, não seria melhor usar a lotaria?

R: Isso é mencionado no filme, Abe diz algo como “Podemos usar a lotaria, se quiseres, mas teremos de esperar até sábado.” Isto dá a ideia de que eles não só querem começar a ganhar dinheiro já, não apenas pelo dinheiro mas também para testar os seus novos “poderes” de usarem as viagens no tempo para conseguirem grandes benefícios para si próprios.

É interessante que a primeira coisa que pensam em fazer com uma máquina do tempo é ganhar dinheiro (uma máquina do tempo pode servir para outras coisas, veja o caso do filmes japonês Summer Time Machine Blues, que é um dos meus melhores filmes de viagens no tempo mas neste caso trata-se de uma comédia adolescente leve e muito divertida.) 😉

16) Porque Abe diz que a máquina que o Abe e o Aaron do passado estão construindo não irá funcionar?

R: Abe_2 está decidido a evitar que Abe_1 e Aaron_1 construam a máquina e repitam todos os problemas que ele já conhece, para isto ele irá, se necessário, sabotar a máquina deles para que concluam que ela não funciona e iniciem novos projectos, além disso eles continuarão amigos, já que as viagens no tempo iriam destruir a amizade entre ambos.

17) O que acontece com a família de Aaron?

R: Kara e a filha são a família de Aaron_1 e não dos Aarons que viajam para o passado, elas continuarão com Aaron_1, e nunca saberão sobre a máquina do tempo; Aaron_2 está aparentemente construindo uma máquina maior com os trabalhadores franceses; Aaron_3 é afastado por Abe_2, que o avisa de que irá proteger as pessoas dessa linha temporal de Aaron_3 se necessário.

Ok, neste momento não ocorre mais nada e… acabo de notar que todas estas perguntas e respostas são uma óptima ginástica mental, o meu cérebro já deve estar uns 5 cm mais magro depois que vi o filme! (será que isso é bom?) 😐

Leia também a primeira parte das respostas para Primer

33 opiniões sobre “Perguntas e Respostas Sobre o Filme Primer – 2”

  1. Puta merda, deve ter assistido o filme algumas vezes. agora ficou explicado e é sim um ótimo filme mas tem que assistir várias vezes pra comprovar isso. daria pra fazer este mesmo filme menos complicado e ai sim seria agraciado em massa, veja efeito borboleta, viagem no tempo mas mais simples, também um grande filme.

    1. Se fosse mais simples como efeito borboleta não teria o mesmo “replay”, não traria tantas perguntas e respostas, não te faria pensar tanto e não estaríamos aqui fazendo estes comentários.

          1. Quase sempre o primeiro filme numa série é o melhor, com algumas excepções. Bem no topo da minha lista sobre viagens no tempo estão também o espanhol Cronocrimenes (não me canso de recomendar este) e outros que mencionei de passagem aqui: http://sergiocatarino.net/trailer-e-sinopse-do-filme-primer/.

            Sobre o CronoCrimenes e considerando que no universo dele as viagens para o passado apenas podem ser feitas para um momento em que a máquina do tempo esteja em funcionamento, acho que faz todo o sentido que assim que a máquina do tempo for ligada pela primeira vez imediatamente um viajante do futuro sairá de dentro dela. Claro que este comentário apenas faz sentido para quem já viu o filme.

    2. Para quem quer filmes de viagens no tempo para entretenimento o melhor na minha opinão ainda é o Back to the Future (Michael J. Fox, Cristopher Lloyd) e respectivas sequelas, todas boas sobretudo a terceira. Entretenimento puro, já revi bastantes vezes.

    1. Já vi boas referências a esse anime, talvez seja desta que o vou ver. Alguns diversos que tenho visto – nada a ver com viagens no tempo – incluem Death Note (vi primeiro os filmes de live action e gostei bastante), High School of the Dead (este com bastante “fan service” para quem gosta das garotas japoneses de anime 😉 ), Blood C The Last Vampire, Demon King (ichiban ushiro no damaou), Vampire Night, Is He a Zombie (kore wa zombie desu ka), Rosario + Vampire, e outros que não recordo agora.

      Atualização: Acabei de procurar mais info sobre o Steins Gate, aliás “Steins;Gate”, e com o que li e vi ele acaba de subir para o topo da minha lista de “próximas coisas a ver”, não sei como não lhe dei mais atenção antes. Há também pelo menos um filme cuja história se passa depois dos eventos da série, chamado “Steins;Gate – Fuka Ryouiki no Deja vu”. Os links para o trailer (com legendas) do filme e do anime no site IMDB (em inglês) estão bem aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=r_c2rhlAhQo
      http://www.imdb.com/title/tt1910272/

      Espero ver os primeiros episódios hoje ou amanhã. Agradeço ao Charles pelo comentário que mudou o meu dia para melhor. Outras recomendações de animes sobre viagem no tempo e/ou com fan service são bem-vindas. 😉

      1. O filme live action americano de Death Note está para entrar em fase de produção, acredito que será bem melhor que o japonês, porque, convenhamos, eles são bons em animações, mas em live action pecam bastante (tentam transportar a animação para a vida real sem qualquer adaptação). Eu indicaria, além do Steins Gate: Neon Genesis Evangelion, Akira (longa), Ghost in the shell (longa e a série GITS – Arise) e por último Shingeki no Kyojin, este sendo o mais recente de todos. Todos são pós-apocalípticos sendo o primeiro Ficção científica Mecha, Akira e Ghost uma ficção científica bem cyberpunk e o último uma fantasia-horror ambientada num mundo alternativo, medieval e no qual os últimos sobreviventes humanos abrigaram-se em fortalezas muradas para se proteger de gigantes humanoides antropofágicos cuja existência e origem são os maiores mistérios deste mundo fantástico.

        1. Espero que esse live action de Death Note saia logo, quanto aos que menciona alguns já vi, esqueci de mencionar antes, já vi Akira, Ghost in the Shell, o filme (para quem, como eu, adorou a trilogia The Matrix dos irmãos Wachowski, o Ghost in the Shell é quase obrigatório pois foi uma das muitas fontes de inspiração e isso nota-se), não vi a série Arise nem o Shingeki no Kyojin mas agora vou ter de procurar por eles. O Neon Genesis Evangelion creio que vi alguns episódios na TV há uns tempos.

          Sobre o Steins Gate já tenho aqui o filme, espero ver ainda hoje. Amanhã, os episódios. 😉

  2. Gostaria de sugerir 2 filmes que falam sobre viagem no tempo. Tema pelo qual sou fascinado.

    1 Camisa de força (estilo de Efeito borboleta)
    2 Dejavu com Denzel Washington.

    1. Sim, vi os dois, achei o Camisa de força um pouco confuso, o Dejavu já não recordo bem a história, talvez o reveja. Aqui está um que espero ver brevemente, o Predestination, envolve “agentes temporais”.

      Trailer Predestination (2014): https://www.youtube.com/watch?v=ayAt1BZmJH0

      Embora não sejam sobre viagens no tempo, aproveito para recomendar mais alguns filmes de que gostei bastante: Memento que tem um dos melhores finais que já vi num filme (tão bom que revi várias vezes) e a presença da Carrie Anne Moss (a Trinity de Matrix); e o Coherence que vi há dias e que adorei, neste filme um grupo de amigos encontram-se para jantar na casa de um deles na noite em que um cometa está passando perto da Terra e coisas estranhas começam a acontecer, mexe com dimensões paralelas, o final é de certa forma previsível mas ainda assim é um filme que recomendo bastante.

      Trailer Memento (2000): https://www.youtube.com/watch?v=dMBTMEgCSok
      Trailer Coherence (2014): https://www.youtube.com/watch?v=sEceDz1Rodc

      Bons filmes. 😉

      1. Show! Vcs assistem Dr. Who? Senão assistiram eu recomendo que assistam sem levar em conta a galhofa inicial. Assistam às temporadas mais recentes é escutem uns podcast sobre: whocarespod.com e rapaduracast (esse último não é só sobre dr. Who, mas tem um episódio sobre os 50 anos da série).
        Trailer: http://m.youtube.com/watch?v=VSy-2bTtP68

        Rapaduracast 50 anos Dr. Who:http://cinemacomrapadura.com.br/rapaduracast-podcast/313045/rapaduracast-352-50-anos-de-doctor-who-sem-spoilers/

        1. Já ia me esquecendo, temos material recente sobre a temática viagem no tempo, trata-se do filme Edge of Tomorrow, filme recente. Tbm logo logo irá sair do forno o novo longa do Nolan roteirizado pelo irmão dele assim como Memento. O filme terá os elementos futuro próximo pós-apocalíptico, viagem espacial, viagem no tempo e provavelmente universos paralelos. Tudo que eu adoro! Estou ansioso para assistir.
          Trailer:http://m.youtube.com/watch?v=ePbKGoIGAXY

          Edge of Tomorrow foi baseado num manga, pretendo lê-lo pois acredito que o universo do manga foi foi pouco explorado no filme. Então fica a dica desses dois filmes, um já acessível e outro em produção, além do manga citado.

          1. Assisti o Edge of Tomorrow, bons efeitos especiais, também vi o outro recente com o Tom Cruise, com clones, já não recordo o nome, ambos são bons para assistir comendo pipocas mas não deverão ficar na memória por muito tempo… pelo menos não na minha.

            O Interstellar está na minha lista de filmes a ver, este é mesmo imperdível e tenho alta expectativa para ele, os trailers estão muito bons. Não conheço o manga, vou procurar.

            Aproveito para mencionar mais alguns de que gostei, não tão importantes mas bons para uma hora em que não há nada melhor para fazer:

            12:01 – Meia noite e um (1993) – Um homem fica revivendo a mesma noite e tentando evitar que a mulher que ama seja morta. Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=nbxN4o7tmB8

            12:01 (1990) – Curta que encontrei (quase) por acaso enquanto procurava pelo anterior, este e o anterior estão disponíveis, completos, no youtube. Ah, e encontrei também esta outra curta, Stealing Time, bom: https://www.youtube.com/watch?v=UTO0ogdNMdY

            Groundhog Day (1993) – Lembrei deste agora, comédia com Bill Murray e Andie McDowell, filme muito divertido que também recomendo. Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=wE8nNUASSCo

            Bons filmes. 😉

        2. Apenas assisti alguns vídeos no youtube de Dr. Who mas nunca um episódio completo muito menos uma temporada, ele está na minha lista de coisas a ver há anos. Creio que tem um montão de temporadas, certo? Talvez o veja depois da série que estou a ver agora (Breaking Bad). Vou visitar os links que recomendou.

          1. O filme do tom Cruise com clones chama-se Oblivion, já assisti esses, ótimos filmes. Meia noite e um eu não me canso de assistir, vi a primeira vez ainda moleque. Cabe mencionar a participação do Danny Trejo (Machete) no 12:01, ele dividiu a cela com o Barry. Dia da marmota está na minha lista de melhores filmes sobre o tema. Ótimas recomendações Sérgio!

          2. Obrigado, Charles. Sim, o dos clones é o Oblivion, acho que o fato de eu ter esquecido o nome não é bom sinal… Ou será porque eu já não sou eu e sim um clone? Bem, adiante:

            Sobre o Danny Trejo ele tem aparecido em bastantes filmes nos últimos tempos desde o Machete e é interessante que este começou com um falso trailer no Grindhouse. Já agora, o Planet Terror e o Death Proof estão também entre os meus filmes favoritos, sendo os realizadores (Robert Rodriguez e Quentin Tarantino) dois dos meus favoritos também, acho que já vi todos os filmes deles. Estou esperando (im)pacientemente pelo prometido Kill Bill – The Whole Bloody Affair… será finalmente em 2015? Os Kills Bills anteriores estão entre os meus favoritos também… Nossa, há tantos filmes bons!

            E aqui fica o trailer do Grindhouse que junta os dois filmes e se eu tivesse uma lista dos melhores trailers de filmes este estaria bem no topo:
            https://www.youtube.com/watch?v=u3Gxqe0YQqk , e outro: https://www.youtube.com/watch?v=G0AaVUs3-Pw . Acho que se alguém ainda não viu o Grindhouse, depois destes trailers vai querer ver!

            Por acaso (não), tenho aqui para ver dois filmes apenas porque foram mencionados nesses dois, o Vanishing Point (1971), em Death Proof; e o Women in Cages (1971), no Planet Terror. Carros e “exploitation”… devem ser interessantes.

            Voltando à temática anterior não me ocorre mais nenhum filme sobre viagens no tempo que não tenha sido já mencionado então aqui fica um outro filme que me parece interessante e que espero assistir nos próximos dias, o Dimensions (2013), aparentemente sobre dimensões paralelas. Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=0UP1VtoGXRs

            E acho que já mencionei este antes mas mencionarei de novo pois também está nos meus favoritos, o 11:14 – Destino Fatal (2003), embora não seja um filme sobre viagens no tempo ele mostra o mesmo acontecimento visto de perspectivas diferentes o que é quase como viajar no tempo. Inclui a Rachel Leigh Cook como bónus… Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=DUFp7y6QczQ

            Bons filmes. 😉

    1. Ainda não vi o Interstellar, continua na lista para ver.

      Aproveito para falar sobre alguns filmes diversos que tenho visto pois costumo ver um ou dois por dia além de alguma série, normalmente antiga. Neste momento estou vendo e recomendo a série completa da comédia Frasier dos anos 90, ontem vi o episódio que mais me fez rir até agora, o “Three Valentines”, episódio 14 da temporada 6. Todos os episódios podem ser encontrados no YouTube.

      Como me empolguei ao escrever a resposta ao seu comentário, esta acabou ficando tão grande que decidi publicar como post, está bem aqui: Filmes recentes que recomendo… ou não.

      Abraço.

  3. Série 12 macacos…http://veja.abril.com.br/blog/temporadas/versao-televisiva/preview-confiram-os-nove-primeiros-minutos-de-12-monkeys-nova-serie-do-syfy/
    Posso adiantar que não é tão icônica quanto o filme do Terry Gilliam. Na série é tudo mais posto na cara, digo no aspecto da viagem no tempo e sua repercussão. O filme prendia a atenção justamente por não mostrar a viagem em si, o espectador ficava na dúvida se era verdade ou era loucura do Cole e cada detalhe era importante. Bem, acho que vale a pena conferir, já tem online nas internets da vida.
    Só mais uma coisa, achei o filme do Nolan fraco em roteiro e covarde em finalização. Uma pena, realmente esperava mais.

    1. Já vi os primeiros episódios da 12 macacos, nada de especial por enquanto, eu teria preferido episódios com histórias individuais ao estilo, por exemplo, da velhinha mas boa Quantum Leap. Enquanto isso estou a gostar da Agent Carter, Constantine, The Big Bang Theory, The Hundred. Por outro lado a The Mentalist está a perder força nesta temporada, quero mais Robin Tunney em ação como nas primeiras temporadas e menos beijinhos e sorrisos cúmplices. Sobre o filme do Nolan não vou comentar pois ainda não vi uma versão com boa qualidade.

  4. Para quem gosta do tema Source Code e Time Lapse são outros que valem a pena assistir, apesar de não chegarem aos pés da confusão que filmes como Primer e Donnie Darko trazem. Uma outra recomendação é não assistir o trailer do filme nem ler a sinopse, para você ter que pensar ainda mais durante o filme. Se você assistir, por exemplo, Memento sem saber do que se trata, isso vai tornar o filme ainda mais intrigante.

    1. Sim, boas recomendações. Gostei mais do Time Lapse, adoro esses “pequenos” filmes que acabam por nos fazer pensar. E com revelações finais imprevistas ainda melhor. A melhor revelação final num filme deste gênero e que mais fez a minha cabeça explodir foi, sem dúvida, a de Memento. Também gosto da atriz no Time Lapse (que também estou a ver na série Flash), não lembro o nome dela…

      Discordo sobre não assistir o trailer pois esta é a primeira coisa que faço quando descubro algo novo e que me ajuda bastante a decidir se irei ou não assistir o filme. E se ainda ficar na dúvida depois do trailer, leio a sinopse no site IMDB. Mas concordo que em alguns casos, o trailer pode trazer revelações sobre o filme que acabam por “estragar”.

      Mas ainda assim, acho que as vantagens de assistir o trailer superam as desvantagens, além de deixarem você mais empolgado para o filme, ainda fazem perceber (embora por vezes erradamente) se o filme merece a pena ou não assistir, pois infelizmente há muitos maus filmes que nem valem o tempo que iríamos perder assistindo.

  5. Na verdade na maioria das vezes assisto ao trailer. Só não assisto quando o filme é uma recomendação de alguém com gosto parecido.
    Mas ontem assisti um que me arrependi de não ter visto o trailer, Mulholland Drive. Vi nota 8 no IMDB e fui assistir. Não estava preparado para um filme tão pesado, entendi nada.

    1. Concordo com você, assisti Mulholland Drive há muito tempo atrás e também não entendi nada; o mesmo aconteceu com Twin Peaks: Fire Walk With Me, e vendo bem, até com o muito bom Donnie Darko, mas ao contrário deste último, no Mulholland Drive o realizador (David Linch) não forneceu uma explicação para os acontecimentos do filme.

      Talvez o fato deste ter sido concebido como o piloto para uma série de TV e mais tarde adaptado para filme tenha contribuído para a confusão na história. De qualquer forma ele requer ler uma boa interpretação para se entender o que acontece e assistir uma segunda vez. Só assisti uma… Talvez se assistir de novo ele se torne tão bom como o Donnie Darko o qual também só ficou bom na segunda vez? Provavelmente não.

      Com uma das atrizes de Mullholand Drive, Maomi Watts, recomendo King Kong (de Peter Jackson, 2005), e The Ring (2002, remake do japonês), o qual tem um ótimo final que revi várias vezes.

    1. Porque esse telefonema deveria ter sido atendido pelo Aaron dessa linha temporal. O Aaron que atende o telefone é um viajante do futuro, de outra linha temporal. Recorde que nesse momento existem dois Aarons nessa linha temporal, ambos com o “mesmo” telefone.

      O telefonema que deveria ter ido para para o outro Aaron foi atendido pelo “nosso” Aaron, mas ele conclui que isto não foi importante, e que a central telefónica simplesmente enviou a chamada para o primeiro telefone que encontrou, o dele.

  6. Olá, assisti Primer mais uma vez hoje e lembrei de vir aqui. Sempre bom rever um filme que não priva o espectador de seu raciocínio lógico dando respostas prontas.
    Estou aguardando a estréia da série Travelers no Netflix, alias foi no próprio Netflix que assisti a alguns filmes sobre o tema como o filme Arq, bem no estilo “filmes para TV” no qual o baixo orçamento é notório. O filme segue o padrão Loop do dia da Marmota.
    Também gostei do Time Lapse, a atriz é a Danielle Panabaker.

    1. Nossa, não conheço nenhum dos que mencionou, felizmente o IMDB e o YouTube estão bem à distância de um clique. 😉 Ou melhor, de dois. Não voltei a ver o Primer, mas as recordações ainda são boas.

      Não vi nada recentemente sobre viagens no tempo, então aproveito para recomendar uma série menos recente, Tru Calling (2003), com a Eliza Dushku e Zach Galifianakis, pena que durou pouco. Foi cancelada a meio da segunda temporada, quando estava ficando ainda mais interessante. Não é exatamente sobre viagens no tempo, mas… pensando melhor, é sim.

      Avançando…

      Danielle Panabaker… sim, é isso. Acho que é boa atriz, tem classe, e não usa o caminho “fácil” para ser popular, esperemos que continue assim.

      Sim, o Netflix está a ser uma boa fonte de bons filmes e séries, esperemos que continue assim.

      Comecei a ver o muito recomendado filme Brazil (1985), mas desisti depois de meia hora, será que é daqueles filmes que “primeiro se estranha e depois se entranha”?

      Vi algumas séries… The Walking Dead esteve muito boa, o final da temporada foi bem interessante. Também recomendo a série Stranger Things, com Winona Ryder, que eu não via desde o Alien 4. Já agora recomendo todos os Aliens, incluindo os Alien vs Predators.

      Também gostei de Private Eyes (Jason Priestley, Cindy Sampson), fez lembrar a velhinha Moonlighting, dos anos 80, com a Cybill Shepherd e o Bruce Willis, a qual não quero rever para não estragar as recordações de infância…

      Trailer Brazil (1985)
      IMDB – Brazil
      Trailer Stranger Things (série)

      Vou procurar os que mencionou. Uma busca rápida no IMDb já está a mostrar que o Travellers parece bem interessante.

      Boas séries. 😉

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.